Que horas ela volta? O filme que traz uma reflexão diferente do mesmo

Fonte: Divulgação.
Foto: Divulgação

Assisti uma vez, mas assistiria muitas outras vezes. Essa história não é uma desconhecida, com certeza você já ouviu, conheceu alguém ou viveu algo semelhante. O encantamento acontece pela forma como é contada e interpretada.

Regina Casé vive a protagonista Val: uma mulher simples, humilde, forte, esperta e, acima de tudo amável, muito amável. Seus dias são preenchidos em cuidar da casa, dos seus patrões e principalmente de Fabinho (Michel Joelsas), de quem é parceira e amiga, praticamente sua mãe: uma relação bonita de se ver.

Os dias passam e, entre um café e outro, Val recebe uma ligação. A partir daí, tudo muda em sua vida. Sua filha Jessica (Camila Márdila), quer estudar, construir uma carreira e para isso ela parte do Nordeste rumo a cidade de São Paulo, ao encontro de Val. Para surpresa dos patrões, Jessica é bem articulada e determinada, isso muda a rotina de todos e Val fica sem saber como agir: seu emprego e sua filha juntos tornam seus dias em “ebulição”.

Fonte: Divulgação
Foto: Divulgação

Quanto mais ela tenta colocar sua filha dentro da sua rotina, mais longe fica. O seu jeito “regrado” de ver a vida – aliás, jeito que foi ensinado pelos patrões – vai perdendo o equilíbrio a cada dia, seu coração fica cada vez mais dividido na hora de tomar decisões. Afinal, quem era aquela filha? Quem era aquela menina? O que ela queria realmente?

Uma lição de trato e diferenças acontece em “Que horas ela volta?”. Maneiras e ações facilmente julgadas, mas nunca importantes para serem discutidas ou modificadas. Quando você acha que uma história está tranquila, pode não estar. O ser humano nasce, cresce, age, se apaixona, tenta… E, de repente tudo muda. O tempo passa e você percebe que bons anos se passaram e bons momentos se perderam. O tempo implacável, faz renascer aquilo que foi esquecido por tantos motivos, importantes ou não. O tempo sempre faz o que deve ser feito.

Para entender melhor, não fique aí parado! Aproveite para ir até uma sala de cinema perto de você.

Fonte: Divulgação
Foto: Divulgação

Obs: Texto publicado originalmente no blog: Versátil RP.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s